Mitos sobre ciber-segurança e desempenho

Uma das tarefas mais importantes na educação sobre cibersegurança é livrar-se dos mitos que nos levam a não nos proteger a nós mesmos.

Nem todo mundo precisa ser um usuário avançado em questões de tecnologia e segurança. Muitos de vocês devem confiar esse trabalho a um dos filhos ou a um colega de trabalho que lhes dá dicas e resolve os problemas.

Mas o que acontece quando essa pessoa é quem tem preconceitos e se deixa levar por mitos? Quando você acredita nas coisas erradas, é difícil fazer as coisas certas como deveria. Você acaba recebendo uma falsa dica e atuando de forma a reduzir a sua segurança ou privacidade.

1. Desligue o seu antivírus que tudo irá funcionar mais rápido

Partindo dessa ideia dos anos 90, o técnico em informática raciocina com a tecnologia pouco otimizada daquela época. Pensa também que os bons antivírus não se tornaram modulares e atuam somente quando é necessário, naquilo que for necessário. Outros pensam que antivírus são apenas reativos, que usam apenas definições (ou assinaturas) de vírus.

Felizmente, não é assim que as coisas funcionam: para bloquear 2 bilhões de ataques por mês, a tecnologia é proativa, para estar um passo à frente dos cibercriminosos.

2. Um computador só é rápido com o mais memória

Muita gente pensa que a velocidade de um computador depende apenas do seu processador e de quanta memória RAM possui. Nesse sentido, não querem usar um aplicativo de segurança, pois ele irá consumir memória. Tirando o fato de que os preços das memórias RAM despencou na última década e que, atualmente, os processadores têm uma excelente capacidade, o que mais impacta o desempenho de um computador é o seu disco rígido.

Ao comprar, dê preferência ao SSD ou a sistemas híbridos (um SSD e outro disco mecânico), pois estes permitem o melhor dos dois mundos: velocidade no SSD e armazenamento mais barato no mecânico.

3. Não existe privacidade na internet

Todo mundo deseja privacidade online. Mas poucos estão dispostos a fazer algo. Ninguém quer por a mão na massa: querem que a privacidade venha de fábrica. E como sabem que as grandes empresas e redes sociais usam seus dados, acham que não há mais o que fazer.

Mesmo não havendo nada de graça, você não precisa liberar o comércio dos seus dados pessoais ao usar um aplicativo gratuito (como acontece com as VPNs gratuitas) nem ver inúmeras propagandas seguindo você pela internet. Há outras formas de financiamento, seja criativo!

Os maus estão sempre à frente dos bons

Existe um mito de que os crackers estão sempre um passo à frente das empresas de tecnologia. Há quem pense que as próprias empresas de tecnologia é que desenvolvem os vírus… Muitas dessas ideias vem dos filmes, onde tudo é possível, onde não há o que fazer contra o poder deles.

Na realidade, é o contrário com a maioria deles, eles se repetem em seus ataques, copiam uns aos outros. Pelo contrário, a possibilidade de usar inteligência artificial em plataformas abertas de colaboração, permitem às empresas usar e compartilhar o que há de melhor em segurança.

Para você não esquecer sua senha, use sempre a mesma

Você não precisa ser um gênio e ter uma memória incrível (de elefante?) para se lembrar de 20 senhas diferentes. Nunca dê ouvidos a quem diz para usar a mesma senha em vários sites ou serviços.

Deixe a tecnologia gerenciar as senhas para você. Quando um site for invadido-coisa muito comum hoje em dia, mesmo nas empresas grandes - você não pode perder a chave mestra que abre todas as suas contas. Além disso, perca o medo, repito, perca o medo da autenticação por 2 fatores, essa sim melhora significativamente a segurança contra invasões.

Não atualize o seu computador, pois tudo irá ficar mais lento

Todo software precisa de melhorias. Todo software pode apresentar falhas. Até mesmo as correções e atualizações podem ter falhas. Ninguém é perfeito.

É verdade, mas nenhuma empresa (séria) quer que o seu produto tenha falhas. Atualizações trazem novas funções e também mais segurança, pois são corrigidas vulnerabilidades que os crackers usam para invadir o seu computador ou smartphone.

Fuja dos preconceitos e não deixe que os mitos - dos seus amigos e do seu técnico em TI - influencie na sua própria segurança e privacidade.

Autor:

Um cara único no mundo, pelo menos no jeito de pensar e agir.

Comente aqui!