A Revolução de 2020

  • Texto de Bruno Sal, meu amigo o qual eu nem pedi autorização para compartilhar.

Para reflexão

Sabe aquele imóvel comercial que você comprou para investir e está vazio? Então, eu conto ou você já sabe…

É meus amigos, acabou essa vibe. Aqui, ou em qualquer lugar do mundo. Imóvel comercial? Tá arriscado, em poucos anos, o termo cair em desuso. Assim como o termo da moda: Home Office.

O trabalho não vai ter mais morada. Ele é livre. Ele vai estar em casa, mas também no co-work, na cafeteria, na praia e, talvez, no escritório. Nossa, que palavra cafona!

O corona antecipou o futuro do trabalho. Hoje soube de uma empresa, cujo aluguel comercial atinge cem mil Reais. Estão encerrando suas atividades por lá e se tornando 100% home office. Dá pra entender o que é isso? É o amanhã chegando hoje.

Deslocamentos de duas, três horas por dia? Chega.
Mudar de cidade para trabalhar? Chega.
Bem vindo a era do trabalho remoto.

Já pensaram nos tais edifício garagem. Meu Deus. Garagem pra quem? Primeiro o uber, agora o home office. Quem mesmo precisa de garagem?

Obviamente, algumas áreas não mudarão 100%. Uma fábrica, por exemplo, será sempre (será ?) uma fábrica.

Ah, mas eu sou dentista. Para mim nada mudou. Tem certeza? Você ainda vai querer manter seus elevados custos operacionais? Aposto que não. Se o seu consultório não é utilizado ao menos 80% ou mais da semana, comece a pensar nisso: você está jogando dinheiro fora. Que tal se juntar a outros na mesma situação? Opa, vai sobrar mais imóvel.

Outro exemplo: Psicólogos. Quanta gente atendida via Skype ou Zoom durante a quarentena. Você acha mesmo que todos voltarão para o consultório? Claro que não. Quer coisa melhor do que não se deslocar, ligar seu computador ou celular e sair direto da consulta para a geladeira. Que lindo isso!

E assim será nossa vida, que, a propósito, já deveria ser há muito tempo. Mas nos faltava justamente isso: tempo. Tempo pra pensar, analisar, testar. Aí veio a pandemia e colocou ordem na casa.

Quando me perguntam da covid, sempre digo que, se não fosse pela vidas que perdemos, e isso não tem preço, eu acharia tudo muito maneiro. Saca aquelas coisas dos livros de história, tipo revolução industrial? Então, estamos vivendo uma coisa dessa aí. Só falta dar o nome.

Qual nome?

Comente abaixo com a sua sugestão de nome para esse fato!

Clay Zeballos

Um cara único no mundo, pelo menos no jeito de pensar e agir.

Comente aqui!

%d blogueiros gostam disto: